Laimons e Rebeca

Laimons e Rebeca

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Um Ano Novo, Desejar Ser Deus, Liberdade Pela Graça, Viver Adversidades: O que há de novo nisso tudo?

Neste mês falamos sobre o ano novo, sobre o desejo do homem em seu egocentrismo se colocar no lugar de Deus, sobre a Graça que apesar de nós, é dada sem que nos esforcemos, pois é Graça de graça, e falamos sobre a presença da adversidade onde devemos agir em favor dos caídos.

Relembrando algumas reflexões nesses temas:
- Ano novo – Nos depararemos com algumas questões, e precisamos estar prontos para respondê-las, como seguidores de Cristo (individualmente), e como igreja (comunidade);
- O Homem Querendo ser Deus – Desde o Éden o homem vive se colocando no lugar de Deus, o grande desafio é viver como Jesus nos propõe, imitando-o e deixando Ele ser o Senhor de nossas vidas;
- A Graça que Liberta – O desafio é viver o equilíbrio da liberdade que está entre o legalismo e a libertinagem;
- A Presença da Adversidade – Jesus está nos enviando pessoas, caídas pelo caminho, e como o Bom Samaritano, não sejamos cegos, antes, paremos para olhar ao próximo, estender a mão. Jesus paga (já pagou) a conta!
O que há de novo nisso tudo?
A novidade depende de como você já vive o cristianismo, depende de como você age diante dessas reflexões. Surge então um novo desafio:
Ser uma igreja (individualmente e coletivamente) relevante para esta geração.

Em Atos 13:36 a Palavra de Deus diz: "Tendo, pois, Davi servido ao propósito de Deus em sua geração, adormeceu, foi sepultado com os seus antepassados e seu corpo se decompôs.”

Relembrando um admirado Pastor que disse sobre o cristianismo na pós-modernidade, ele disse: “...ser relevante em 1.400 exigia algumas atitudes da igreja, ser relevante em 1800 exigia outras atitudes. Ser relevante em 2011, exige ainda outras.”
O Evangelho é o mesmo e imutável, mas as atitudes, precisam ser diferentes. Não adianta utilizar uma mentalidade lá de 1.400 (pré-modernismo) e tentar ser relevante hoje.  A eficácia seria quase zero, ou negativa.

Conforme a palavra de Deus em Atos, você precisa:
- entender o propósito de Deus para esta geração;
- atualizar-se quanto as mudanças que estão ocorrendo nesta geração (cultura, tecnologia, informação, etc);
- colocar-se diante de Deus com seus dons, para servir aos propósitos de Deus para esta geração, a nossa geração.

Isso significa repensar nossas práticas religiosas e nossos modelos de vivencia cristã. É fato que isso dá muito trabalho, mas por outro lado, fazer menos que isso, ou não olhar para essas questões é pensar pequeno, é agir com mediocridade (ser medíocre é saber que se pode fazer mais e melhor, mas não fazê-lo).

Firmado em Deus e em sua Palavra, encorajo você a caminharmos juntos nesse propósito, não de apenas trazer as pessoas a Cristo, mas de levá-lo às pessoas. Aí sim, haverá algo novo para nós e ainda mais para aqueles que conhecerem as boas-novas, podendo viver em novidade de vida, beneficiados ainda mais pela graça de Deus em Cristo Jesus.

Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. 1º Pedro 2:9

                                           Por: Laimons Bumbeers

Nenhum comentário:

Postar um comentário